No coração da floresta nos abrimos às múltiplas possibilidades de interação com o externo, que nos acolhe ao nos permitirmos simplesmente sermos nele. Nesse encontro, a criatividade emerge como resultado do respirar consciente no silêncio dessa imensa catedral verde, onde a vida pulsa no eterno ir e vir que nos transforma na própria arte que criamos. O Ser se faz presente. Ivo Marçal